Receber newsletter >

Destaques

Livro “Era uma Vez um hambúrguer!”

É com enorme prazer que vos damos a conhecer o livro, redigido pela Dra Isabel Costa, esperemos que vos sirva de apoio para o bem estar dos vossos filhos, familiares e outros.
Sinopse do livro “Era uma Vez um hambúrguer!”
Autora: Isabel Costa
Co-Autora: Clara Pinto Correia
 
Este livro foi concebido para chegar às famílias com crianças e jovens com intolerâncias alimentares nomeadamente ao glúten e lactose, mas ao mesmo tempo dirigido ao público em geral que pretenda fazer escolhas mais saudáveis e diversificar a alimentação.
Está divido em 2 partes. Na primeira consta o seguinte:

  • Uma reflexão sobre a alimentação atual
  • Dicas para as mães estimularem os filhos a comerem mais fruta e legumes e evitar alimentos prejudiciais
  • Preparação básica de algumas receitas
  • Substitutos do glúten e da lactose

 A segunda parte é composta por:

  • Receitas adequadas a cada estação do ano, com os alimentos característicos dessa mesma estação.
  • Histórias do imaginário sobre alimentos escritos numa linguagem atual pela co-autora bem conhecida do público (Clara Pinto Correia).

Ambas as secções contem histórias animadas que procuram estimular os jovens a terem uma alimentação mais saudável usando figuras do imaginário, mas também com referências a algumas figuras famosas da sociedade que inspiram os jovens.
As receitas não contem referência a carne ou peixe por esses alimentos serem facilmente conhecidos do público e deixando assim as alternativas mais saudáveis e por vezes mais difíceis para as mães apresentarem aos seus filhos de modo a que eles aceitem facilmente como é o caso dos legumes e às vezes até das frutas.
O livro é inovador e atrativo para jovens e adultos.  
O livro estará à venda na Feira do Livro em Lisboa a partir de 5ª feira onde será feita uma sessão de autógrafos no dia 10 de Junho. 
Desejo-vos uma semana muito feliz.
Namaste 

5º SEMINÁRIO DE MEDICINA INTEGRATIVA E GLOBAL

Programa Científico
Coordenação: Dr. Hélio Paulino Pereira

Sábado, 6 de Junho 2015
Hotel Olissippo Marquês de Sá
Av. Miguel Bombarda, 130, Lisboa

9.30 – Introdução às bases do Taoismo e do Chi Kung (aspetos teóricos) 
Arq. Raul Aurélio Santos (Associação DAO de Portugal)

10.00 –Terapia Quântica Multidimensional
Dr. Alexandre Valente (Terapeuta de Quântica Multidimensional)

10.30 – Samuel Hahnemann, Fundador da Homeopatia, Aspectos AstroFilosóficos
Profº José Prudêncio (Prpfº de Filosofia, Criador da AstroFilosofia)

11.00 – Intervalo

11.30 – Termografia Clínica. Os diversos modelos
Dr. José Valdez (Naturopata – Especialista de Termografia)

12.00 – Pausa para preparar a sala para a prática de Chi Kung

12.15 – Chi Kung (Prática)

13.00 – Almoço

15.00 – Homeopatia Clínica. Matéria Médica de Silicea e Hepar sulfur. 
Casos clínicos
Dra Beatrix Gessner (Médica de Clínica Geral e Médica Homeopata, Associação dos Médicos Homeopáticos Alemães)

16.00 – A Melatonina e o nosso 2º Cérebro
Drª Ana Carvalho (Homeopata, Naturopata, Consultora de Nutrição Viva e Medicina Informacional)

16.30 – Intervalo

17.00 – Alimentação e Emoções
Drª Isabel Costa (Naturopata e Vegan Chef, Especialista de Nutrição crudívora)
Alimentação Crua
Drª Márcia Almeida (Naturopata e Vegan Chef, Especialista de Nutrição crudívora)

17.30 - Pausa para preparar a sala para o Momento Musical

17.45 – Momento Musical (com os alunos do Conservatório de Música D. Dinis)
Direção: Profª Agnieszka Dziuba (Violinista, Conservatório de Música
D. Dinis) e Prof Witold Dziuba (Violinista, Orquestra Sinfónica Portugues
18.45 – Final do Seminário

ENTRADA LIVRE
Reserve o seu lugar enviando email para: celticum@mail.telepac.pt

Secretariado:
Academia Internacional de Homeopatia Integrativa
Rua Andrade Corvo, n.º11, 1º; 1050-007 Lisboa
Tel. 21 315 33 55 / 21 315 36 26; Fax. 21 315 21 64
Telm. 918716117

Workshop sobre a dieta e o tipo Sanguíneo

Com o Naturopata e Consultor nutricional José Maria Amaral,
Dia 6 de Junho das 14h às 17h

Neste Workshop vamos aprender a seleccionar alimentos por grupo sanguíneo:
-Alimentos neutros, os que não interferem nem de forma negativa nem positiva no metabolismo; 
-Alimentos nocivos, os que provocam danos e podem agravar estados patológicos.
-Alimentos benéficos, os que previnem e e tratam doenças; 
-E ainda a dieta do bebé e o grupo sanguíneo.
Inscreva-se no EMBRANCO, valor do Workshop 15€, que pode ser revertido no valor de consulta de aconselhamento nutricional Dieta Sanguínea , quando agendada no dia do evento.

 

Como ajudar a criança nos estados febris?

Homeoatia febre crianças

Sendo a febre uma manifestação que causa sempre grande ansiedade nos pais, deixamos algumas dicas essenciais sobre esta sintomatologia.
 
Nas crianças, só se considera febre quando  é superior a 37,5º. Mas não basta verificar se a testa da criança está quente para avalia-la, a febre deve ser medida com regularidade, por exemplo de 4 em 4 horas.
 
É um sintoma que aparece como reação a um fator de agressão exógeno - vírus, bactérias, traumatismo, queimadura, etc. ou a um fator endógeno - ansiedade, medos, angústia, interferindo com o normal funcionamento orgânico. Representa a capacidade de reação à doença que o corpo desenvolve para repor o seu equilíbrio, sendo um sinal positivo de vitalidade e de alerta, não se deve combater o sintoma mas a sua causa.
 
As crianças fazem febre com frequência quando têm: constipações; dentes a romper; problemas de ouvidos e garganta; problemas do trato respiratório inferior ou superior; infeções virais; infeções urinárias ou quando tomam as vacinas.
 
Como meio de defesa do organismo que a febre é, não deve ser combatida como uma doença, mas avaliada. Deve-se estar atento aos sinais da febre e compreender a sua causa e recorrer à ajuda de um profissional de saúde sempre que esta esteja próxima dos 39º, se manifeste persistente e a criança esteja abatida e/ou sonolenta.
 
Que fazer e não fazer quando a criança tem febre:
 
·       Destapar a criança e manter uma temperatura de aproximadamente de 20º no quarto;
 
·       Estar atento aos agasalhos e fontes de calor. Os latentes de pouca idade não regulam  facilmente a temperatura corporal e  se  estiverem demasiado agasalhados ou perto de uma fonte de calor podem apresentar febre sem outras razões;
 
·       Fazer a criança ingerir líquidos, mesmo que de um bebé se trate;
 
·       Dar um banho à criança a uma temperatura de 1º C abaixo do valor da sua febre, deixando a criança permanecer no banho entre 5 a 10 minutos. Nunca dar banho frio;  
 
·       Procurar baixar a febre por meios naturais de preferência, mas mantendo a criança sob observação;
 
·       Se a febre não baixar pelos meios indicados anteriormente, recorra aos remédios usuais prescritos ou a homeopáticos, mas faço-o sempre com o aconselhamento do homeopata ou profissionais de saúde;
 
Há diferentes cepas homeopáticas, são mais usuais para fazer baixar a febre: Aconitum, Belladona Gelsemium Ferrum phosphorico, Bryonia, Chamomilla, Arsenicum album Mercurius solubilis.
 
O Febrocel do Laboratório Celticum é também  um composto homeopático com uma ótima resposta, mas para que os efeitos se façam surgir como pretendido é necessário conhecer bem a criança e saber avalia-la.
 

3ª Aula Prática de Alimentação com Isabel Costa.

No dia 21 de Maio, das 19h às 21h.

Pages